27/09/2023 às 22h30min - Atualizada em 19/10/2023 às 00h00min

Vacinação no pet é primordial para garantir qualidade e longevidade de vida

Tutora dos Paulistinhas conta como encara essa rotina anualmente

Agência Alma
Foto: Divulgação Os Paulistinhas
Dia 28 de setembro foi denominado como o Dia Mundial Contra a Raiva, uma doença causada por um vírus que infecta animais domésticos, selvagens e também pode acometer a saúde dos humanos. Essa data foi escolhida por marcar o falecimento do cientista francês Louis Pasteur, criador da vacina antirrábica.

De acordo com o veterinário dos Paulistinhas, Marcos Migliano, que é responsável pela Clínica Veterinária Faria Lima, a raiva é uma doença que existia em maior incidência antigamente. Porém, agora já está bem controlada e isso se deu por conta da criação da vacina e dos projetos do governo que realiza anualmente as campanhas para conscientização e vacinação dos animais.

“Sou veterinário há 50 anos e logo que me formei ainda existia a doença da raiva em São Paulo. Mas a essa doença foi erradicada, pelo menos por um período, e agora aparecem casos esporádicos. Uma das coisas que deram muito certo foi a campanha que o governo fez de vacinar anualmente e retirar os cachorros das ruas”, conta o doutor.

Além da vacina contra a raiva, é muito importante que os pets estejam com o cartão de vacinação atualizado para proteção de doenças mais ofensivas e perigosas. Carol Botelho Mattar, tutora do Dingo e da Cacau, mais conhecidos como Os Paulistinhas, também comenta a representação disso na vida saudável de seus cãezinhos.

“A gente tem que se apegar muito nesses detalhes porque nossos cuidados são primordiais para garantir a vida longa dos nossos mascotes. Precisamos sempre estar atentos às datas de vacinação e também contar com o acompanhamento de nosso veterinário de confiança para que não tenhamos surpresas com nada grave. Afinal, a prevenção é sempre muito importante”, explica a tutora.

“O Dingo e a Cacau tomam anualmente a vacina V10, que é contra 10 tipos de doenças, como Cinomose, Hepatite, vários tipos de Leptospirose, Parvovirose; a da Gripe, que é contra a Bordetella, uma bactéria que dá uma infecção na traqueia e no pulmão, o vírus que produz a Tosse dos Canis, que é uma tosse comprida. Essa última vacina é muito importante, porque essa doença é muito frequente, principalmente com a sociabilização do cão. Dessa forma, sua vacina evita doenças que podem ser transmitidas com muito facilidade”, acrescenta Migliano.

A importância da vacinação é nítida, de acordo com doutor Marcos. Por isso que dificilmente ele tem casos de raiva em seu consultório. “A prova cabal disso é que nos Jardins, bairro que eu atendo e que o índice de vacinação é bem alto, não se encontra mais alguns tipos de doenças que podem ser evitadas com esse tipo de protocolo”, acrescenta. Além da raiva, Migliano explica quais vacinas são importantes para manter a saúde do seu cãozinho em dia. 

“Agora as outras vacinas também são muito importantes de fazer, porque a raiva é uma zoonose que tem uma importância para o homem por ser uma doença que não tem cura. Mas em compensação, a Cinomose, a Parvovirose, a Coronavirose são muito mais contagiosas entre cães e passam com uma facilidade muito maior do que a raiva. Algumas dessas doenças podem ser pegas no ar. Então, epidemiologicamente são mais perigosas para o cão. As vacinas têm evitado muita coisa na sociedade”.

Uma dica que a tutora dos Paulitinhas deixa é sempre consultar um médico veterinário de confiança para esclarecer tudo que for preciso sobre a saúde do seu cão. “A gente sempre tem que procurar um especialista e estar com os cuidados dos nossos maiores tesouros em dia. Aqui em casa eu não deixo nada passar para ter mais tempo de vida ao lado dos meus amores”.

Sobre Os Paulistinhas: 

A tutora Carol Botelho Mattar criou a conta Os Paulistinhas nas redes sociais para mostrar o dia a dia de dois irmãos da raça Fox Paulistinha. Os pets estão com 6 anos e desde que chegaram na vida da Carol já passaram a ser sucesso na internet. Dingo e Cacau contam com milhares de seguidores que acompanham suas brincadeiras e diversões, além de mostrar ali dicas de convivências de vida saudável entre a tutora e seus amigos de quatro patas.

A conta dos pets no Instagram já conta com 700 mil seguidores, quase 13 mil inscritos no Youtube e mais de 130 mil no Tik Tok. Todas as peripécias desses dois aumiguinhos podem ser acompanhadas no @ospaulistinhas

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://gazetadepinheiros.com.br/.