03/06/2024 às 13h56min - Atualizada em 04/06/2024 às 08h00min

Irritação, Raiva e Cortisol- se não controlados levam ao estresse e suas consequências

SAMANTHA DI KHALI
Solange Gomes

Em um mundo repleto de avanços tecnológicos, medicamentosos e comportamentais, um grande risco para a saúde física e emocional é o cortisol, o principal hormônio do estresse, da irritação e da raiva. Esse "bichinho" está por trás da maioria das doenças autoimunes, das brigas em família, das guerras no mundo, da depressão e da síndrome do pânico.

A alteração dos níveis do cortisol no corpo humano pode desencadear problemas de saúde física e mental. O estresse causado pelo aumento do hormônio pode causar problemas de saúde como ansiedade, fadiga em excesso e até aumento de peso, pois tende a elevar o nível de glicose na corrente sanguínea.

Um dos sentimentos que mais contribui para o aumento de cortisol em nosso sangue e cérebro é a irritação, um sentimento até comum do dia a dia, que pode desencadear alguns transtornos e atitudes desagradáveis. Embora possa ser definida como uma propensão à raiva, manifestando-se através de humor irritável, e que ataques de raiva ocorram muitas vezes de forma simultânea, a sua exteriorização está muito relacionada à sua causa.

Quando a irritação é provocada externamente como por alguém, seja desrespeitando ou instigando ao desequilíbrio, no intuito de não se deixar atingir, é importante desligar o ego e entender que essa postura é do outro. Muitas vezes nem é pessoal, é apenas uma pessoa buscando um complemento para sua própria patologia. Ou seja, ao desligar o ego, dificilmente seremos facilmente ofendidos e tão pouco manipulados. Do ponto de vista das Constelações Familiares a raiva, por exemplo, pode também levar para uma compreensão mais profunda de si mesmos, por isso a importância de compreender o gatilho que pode impulsionar uma irritação até um quadro de rancor.

Solange Gomes, psicóloga e Consteladora Familiar, conta que, há 8 anos morando nos Estados Unidos e à frente do Grupo Mulheres do Brasil Flórida, tem tido contato com muita gente e que através destas relações absorveu um ensinamento contido na frase: Quem me irrita me controla. “Tenho aplicado essa sabedoria na minha vida e tem sido muito útil”.

A chave para seguir esse conselho é não entregar o controle da vida a quem, num determinado momento, está provocando. Não deixar a irritação tomar conta é crucial. “Ao se deparar com uma situação irritante, é útil deixar o "barro secar" e pensar com calma. Se foi uma questão de momento, é contornável. Se o outro for sempre assim, afaste-se e não tente se explicar ou convencer”, complementa Solange Gomes.

A atenção e o cuidado são a chave para restaurar o equilíbrio e a harmonia diante de uma irritação. Conseguir fazer com que a irritabilidade não tome conta de si é a maneira mais rápida e eficaz para resolver a situação que, inclusive, pode se transformar até em compaixão, perdão e aceitação.

Conheça mais sobre a psicóloga e terapeuta Solange Gomes nas redes sociais:

Instagram: @solangemesquitagomes

Site: https://solangemesquitagomes.com/

 

 

 


Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
Samantha di Khali Comunica
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://gazetadepinheiros.com.br/.