06/10/2023 às 00h21min - Atualizada em 06/10/2023 às 00h21min

​Continuam as campanhas de auxílio à população carente

O voluntariado continua auxiliando a população mais carente. A Gazeta de Pinheiros – Grupo 1 de Jornais abre espaço para promover as benfeitorias que buscam amenizar os problemas que estão sendo enfrentados. Nesta semana, conversamos com Clarice Kunsch, que promove ações desta natureza.
Quais são as principais ações feitas na região? Quem são os voluntários que contribuem com o trabalho?
"Desde abril de 2020, logo no início da pandemia, começamos a arrecadar dinheiro para comprar cestas básicas, que são doadas em diferentes comunidades. Desde 2011, organizamos campanhas de Natal no fim do ano de doação de cobertores novos, no inverno. Então, já contávamos com uma rede de apoio de confiança. Amigos e amigos de amigos que sabem do nosso trabalho e encontram assim uma maneira segura de ajudar. Muitas vezes a doação em dinheiro é mais fácil de ser realizada do que a compra de produtos ou a dedicação de tempo. E é igualmente importante. Contamos com a ajuda de pessoas para montar material de divulgação mensal das arrecadações e das entregas entre os conhecidos, ampliando a rede. Além disso, contamos com os líderes de ONGs, de comunidades ou assistentes sociais, que recebem as cestas básicas, organizam as entregas e compartilham fotos das famílias beneficiadas. Na época do Natal, contamos com o apoio de voluntários, para montar os kits de presentes para as crianças. Em 2022, montamos 300 kits."

Mais de 10 mil cestas básicas doadas
"Ao longo destes 3 anos e 5 meses de arrecadações (abril de 2020 a setembro de 2023), já doamos 10.145 cestas básicas, 117,6 toneladas de alimentos e produtos de limpeza, 1.600 absorventes, mais de 300kg de álcool em gel, mais de 4.500 máscaras de proteção, 2.210 cobertores e 320 moletons. Nos doze anos de campanhas de Natal, já foram 1861 kits doados para as crianças. Atualmente as cestas vão principalmente para região de Campo Limpo, Taboão da Serra, Marsilac, Jardim Papai Noel, Paraisópolis e Grajau."

Como a população pode colaborar?
"Atualmente estamos em processo de formação de associação, que vai fazer a ponte entre doadores, famílias e instituições que estejam precisando de doações. Nossas principais metas são multiplicar as doações, entendendo as demandas de quem precisa da doação e possibilitando que produtos de qualidade cheguem até eles. Até o final do ano pretendemos estar com a entidade aberta, com CNPJ, site, etc. Por enquanto, estamos contando com os doadores que sempre nos apoiaram. Existe um grupo fiel e também uma oscilação grande, conforme época do ano ou algum evento que sensibilize mais a população.” O contato conosco pode ser feito por email: [email protected] "

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://gazetadepinheiros.com.br/.