27/10/2021 às 17h18min - Atualizada em 28/10/2021 às 10h13min

Exposição A Razão dos Loucos na Lona galeria em São Paulo acontece até domingo 31 de outubro

Com obras de oito artistas, o projeto acontece simultaneamente na Soma Galeria em Curitiba e Galeria Mamute em Porto Alegre

SALA DA NOTÍCIA Bartira Betini
Divulgação.
 

Em uma iniciativa inédita, LONA Galeria, SOMA Galeria e a Galeria MAMUTE, deram início a um projeto de parceria que traz uma inovação ao circuito cultural nacional. Com sede em diferentes cidades: Curitiba, Porto Alegre e São Paulo os três espaços expõem, concomitantemente, a mesma coletiva com participação dos mesmos artistas. Com curadoria de Henrique Menezes, as galerias abrem “A Razão dos Loucos”, com obras de oito artistas - Ale Mazzarolo, Andressa Cantergiani, Camila Elis, Gabriel Almeida, Gustavo Aragoni, Higo Joseph, Letícia Lampert, Willian Santos – nas três galerias.

 

A seleção das obras e a escolha dos artistas buscou ampliar as interpretações e reflexões sobre o tema que batiza a mostra — considerando, principalmente, seu viés político: a ação da razão sobre a loucura também é uma forma de poder. “Aparentemente opostos, os conceitos de loucura e razão apresentam mais semelhanças do que o juízo inicial pode sugerir. Um dos pontos de partida da exposição que ocupa as galerias é o pensamento de Foucault: para o filósofo, a loucura torna-se uma das próprias formas da razão”, explica o curador.

Esse projeto possibilita uma troca de experiências tanto para os artistas como para os galeristas e curador.  Interação sempre foi o conceito básico que motivou a criação do P.art.ilha, um grupo de mais de 40 galerias que vem desenvolvendo diversos projetos em parcerias. Lona, Soma e Mamute dão este primeiro passo para que a integração continue crescendo e fortalecendo o circuito.

 

Iniciativa das parcerias

A força deste grupo tem se mostrado muito produtiva para as 3 galerias envolvidas. Nos fortalecemos tanto na área comercial como no projeto artístico.  Cada galeria vinha desenvolvendo seu trabalho sem muitas influências externas, até que num determinado momento resolvemos compartilhar e aprender. O que parece ser uma divisão foi na verdade uma grande multiplicação e adição.

Os artistas alcançaram outros territórios podendo circular entre as 3 cidades e os galeristas puderam trocar experiências e observar de perto como cada mercado se comporta.

 

SERVIÇO:

Exposição: “A Razão dos Loucos

Artistas:

Ale Mazzarolo, Andressa Cantergiani, Camila Elis, Gabriel Almeida, Gustavo Aragoni, Higo Joseph, Letícia Lampert, Willian Santos

Número de obras: 30

Mídias:  pintura, desenho, fotografia e escultura

Valores sob consulta

 

Curadoria: Henrique Menezes

Lona Galeria

Rua Brigadeiro Galvão, 990 – Barra Funda, São Paulo

encerramento sábado, 30/10/21

Horários: de quarta-feira a sábado das 13 às 18h

@lonagaleria

Soma Galeria

Rua São Francisco, 179 – Centro – Curitiba 

@somagaleria 

Encerramento 28/11/21

Horário terça a sábado das 13 às 17h  

Galeria Mamute

Rua caldas junior, 375 – centro histórico – Porto Alegre

Encerramento – 12/11/21

Horário terça a sábado Das 11h às 17h

@galeriamamute

 

Sobre o curador

 

Henrique Menezes

Curador independente, membro do Comitê de Curadoria e Acervo do MACRS (Museu de Arte Contemporânea do RS) e correspondente da Artecapital, publicação portuguesa dedicada à crítica de arte desde 2006. Entre 2018 e 2019, atuou como Curador Assistente na Fundação Iberê Camargo e compôs o Conselho Curatorial da Fundação ECARTA (2019). Graduado pela UFRGS, tem pós-graduação em Estudos Curatoriais e Arte Contemporânea pela Universidade de Lisboa. Na Fundação Iberê Camargo, curou a mostra Continuum (2018), além de assinar projetos curatoriais e textos para instituições como AC Institute (Nova Iorque), Espacio de Arte Contemporáneo (Uruguai), MACRS, Museu do Trabalho, Galeria Bolsa de Arte, Fundação ECARTA, Galeria Mamute, Instituto Estadual de Artes Visuais, Galeria do DMAE e The Switch Gallery (Portugal). Indicado ao Prêmio Açorianos de Artes Visuais - Prefeitura de Porto Alegre, na categoria Destaque em Curadoria 2018.  

 

Artistas

 

Ale Mazzarolo (Pato Branco/ PR, 1975)

Vive e trabalha em Curitiba. É bacharel em Comunicação Social pela UTP. Trabalha com objetos e instalações, atualmente desenvolve pesquisas abrangendo questões relacionadas às condições da mente humana e sua relação com experiências corporais.

 

Andressa Cantergiani (Caxias do Sul/ RS, 1980)

Tem a performance como linguagem central, transitando também pela fotografia, vídeo, instalação e objetos. Atualmente prepara sua performance “Abrigo” para execução no Tempelhofer Feld (Berlim), com criação em NFTs e participa da exposição “Arte Contemporâneos RS” (Acervo MACRS) Vivendo entre Berlim e Porto Alegre, Andressa já realizou residências, projetos e exposições em diversos lugares do mundo - com destaque para a ação-instalação AVESSO, na Fundação Iberê Camargo (em parceria com Maurício Ianês) e a mostra individual AORISTA, na Fundação ECARTA. É Doutora em Poéticas Visuais pela UFRGS e Estudou Performance na Universidade das Artes em Berlim. É Gestora da Bronze Residência. Foi premiada como melhor Projeto de Divulgação e Inovação Cultural no Prêmio Açorianos de Artes Plásticas. Possui obras nas coleções MARGS, MACRS, AMARP/RS

 

Camila Elis (Dois Irmãos/ RS, 1995)

Artista mais jovem representada pela Mamute. Estudou pintura na UAL (University of the Arts London) e atualmente é Mestranda em Artes Visuais pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo. Desde sua primeira exposição individual, "Da alma e as coisas suspensas", a poética de Camila vem recebendo atenção no panorama das artes: através da pintura, a artista instiga maneiras de relacionar-se esteticamente com imagens, expandindo as noções de percepção, experiência e espaço. Desse modo, pretende motivar novas formas de coletividade e interação explorando as ambiguidades da subjetividade humana. Vive e mantem atelier em Porto Alegre.

 

Gabriel Almeida (São Paulo/ SP, 1988)

Graduado em Artes Plásticas pela ECA-USP, atualmente cursando Mestrado em Artes no IA-UNESP. Através da pintura, cria cenários fantásticos, com atmosfera onírica, utilizando-se do repertório imagético popular contemporâneo disponível na internet: memes, imagens de caráter viral, fotos e vídeo-reportagens insólitas. Por meio da técnica de pintura minuciosamente aplicada, busca criar possibilidades para essas imagens, manifestando potências e problemáticas ali contidas, adormecidas pelo excesso, velocidade e imaterialidade naturais desse tipo de conteúdo virtual.

 

Gustavo Aragoni (Osasco/ SP, 1975)

Vive e trabalha em São Paulo. Dedicado à pesquisa em filosofia contemporânea, desenho e instalação, Aragoni estuda pintura e desenho com Dudi Maia Rosa e ilustração com Fernando Vilela, em 2013. Nos anos seguintes frequenta o curso de desenho de animação do Centro Universitário Belas-Artes (2014) e o grupo de acompanhamento de projetos do Hermes Artes Visuais (2017 – 2020). Participa de salões, exposições coletivas e individuais, entre elas: In-determinável, Edifício Vera, Brasil (2020), 21ª Bienal Internacional de Arte de Cerveira, Fundação Bienal, Portugal (2020), Vertigem, Lona Galeria, Brasil (2020), 44º SARP, Museu de Arte de Ribeirão Preto, Brasil (2019), 12º Salão de Arte Contemporânea de São Bernardo do Campo, Pinacoteca Municipal, Brasil (2019), Le Salon des Refusés, Casa da Luz, Brasil (2019), 26º Salão de Artes Plásticas de Praia Grande, Palácio das Artes, Brasil (2018) e Perceptos e Afectos, Vão Espaço de Arte, Brasil (2018). Recebe prêmio aquisição no 18º Salão Nacional de Arte de Jataí e no 47º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto, ambos em 2019.

 

Higo Joseph (São Benedito/ CE, 1994)

Vive e trabalha em São Paulo. É artista visual multidisciplinar, Bacharel em Multimídia (2014), Comunicação Visual (2016) pela ETEC/ SP e Artes Visuais (2020) na Faculdade. Paulista de Artes. Artista selecionado da temporada de projetos 2020 do Paço das Artes. 18ª edição do Programa Exposições 2020 | MARP e do 48º Salão de arte contemporânea Luiz Sacilotto. Nos últimos 4 anos vem participando de diversas exposições, com destaque para as individuais; ‘Além do universo fálico’ (2019) na Lona Galeria e ‘Linhas de cinema’ (2018) no CineSesc, e as coletivas ‘IV Bienal do Sertão’ (2019), ‘II Mostra Diversa’ (2017) e Solidão (2017) | Museu da Diversidade/SP, ‘Burgos’ (2017) | Funarte/ SP, ‘Portfólio #3’ (2017) | Mais Galeria de Arte/ SP, ‘Lixuosidade’ (2016) | Estúdio Lâmina/SP e ‘18 na coleta’ (2015) | Centro Cultural Casa da Luz/SP. Participou  de programas de residência artística Galpão Funarte (2017), Estúdio Lâmina (2016) e Atelier Amarelinho da Luz (2015)

 

Letícia Lampert (Porto Alegre/ RS, 1978)

As obras de Letícia integram importantes coleções nacionais: Pinacoteca do Estado de São Paulo, Museu de Arte Brasileira – FAAP, Museu da Pampulha, Ministério das Relações Exteriores – Brasília, MACRS, entre outras. Em 2018, integrou a Bienal do Mercosul (Porto Alegre), a Bienal de Fotografia de Beijing (China), e foi finalista do Prêmio Fola (Buenos Aires, Argentina). Com Mestrado pela UFRGS, Letícia desenvolve sua produção através da fotografia, investigando as formas de compreender a paisagem – especialmente a urbana – e as relações mediadas pela arquitetura. Possui três livros publicados: a Escala de Cor das Coisas (2009), [chai] (2016) e Conhecidos de Vista (2018).

Willian Santos (Curitiba/ PR, 1985)

Bacharel em Artes Visuais, Universidade Tuiuti do Paraná, Curitiba, BRA, 2009 Exposições individuais 2018 Recôndito Plasmado, SIM Galeria, Curitiba-PR 2013 nem todo líquido se desmancha em ar, Galeria Casa da Imagem, Curitiba-PR 2012 Desenhos, Museu de Arte de Joinville – MAJ, Joinville-SC Imanência, Finnacena Escritório de Arte, Curitiba-PR 2011 Campo Dilatado, SESC da Esquina, Curitiba-PR Exposições coletivas 2019 Geraldo Leão – Declaração de Princípios, MON_Museu Oscar Niemeyer, Curitiba- PR Com Título e Sem Título, Técnicas e Dimensões Variadas, MON_Museu Oscar Niemeyer, Curitiba-PR 2018 GAMA, Soma Galeria, Curitiba-PR Queermuseu: Cartografias da diferença na arte brasileira, Cavalariças – Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rio de Janeiro-RJ-Brasil SP-Arte, SIM Galeria, Pavilhão da Bienal, São Paulo-SP, entre outros trabalhos.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://gazetadepinheiros.com.br/.